• Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura
  • A agricultura, prioridade para o desenvolvimento sustentável das Américas

Acordo entre a Asociación de Semilleros Argentinos (ASA) e o IICA reforçará a competitividade da agricultura

Acordo entre a Asociación de Semilleros Argentinos (ASA) e o IICA reforçará a competitividade da agricultura

O entendimento foi assinado em Buenos Aires pelo Diretor Executivo da ASA, Alfredo Paseyro, e o Diretor Geral do IICA, Manuel Otero, e gerará ações de cooperação técnica para a elaboração e execução de projetos, capacitações e intercâmbio de informações em Aspectos Fitossanitários; Fitomelhoria e Biotecnologia e Tratamento de Sementes.

O Diretor Executivo da ASA, Alfredo Paseyro (esquerda) e o Diretor Geral do IICA, Manuel Otero (centro), na assinatura do acordo, em companhia do Secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca da Argentina, Guillermo Bernaudo (direita).

Buenos Aires, Argentina, 4 de março, 2019 (IICA). Um acordo entre a Asociación de Semilleros Argentinos (ASA) e o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) permitirá a implementação de ações de trabalho conjunto em matéria fitossanitária e em tratamento de sementes, reforçando a colaboração público-privada em benefício da competitividade e sustentabilidade do setor agropecuário e a preservação do meio ambiente.

O convênio foi assinado em Buenos Aires pelo Diretor Executivo da ASA, Alfredo Paseyro, e o Diretor Geral do IICA, Manuel Otero, os quais destacaram o potencial do entendimento. As áreas de cooperação iniciais contempladas no acordo serão: Aspectos Fitossanitários; Fitomelhoria e Biotecnologia e Tratamento de Sementes.

A cooperação entre a ASA e o IICA compreenderá ações de cooperação técnica para a elaboração e execução de projetos, capacitações presenciais e a distância e intercâmbio de informações.

Para nós, é muito relevante o acordo com o IICA. Estabelecemos diretrizes em que queremos trabalhar, como a melhoria genética, o tratamento de sementes, temas fitossanitários que são importantes para a circulação de sementes e para as estruturas regulatórias em biotecnologia”, disse Paseyro, que assinou o acordo com Otero na sede de ASA.

“É uma oportunidade para fortalecer a relação pública e privada, algo que já fazemos com o INTA e agora com o IICA, no âmbito regional. Isso nos gera muitas expectativas, graças às potenciais oportunidades para a Argentina”, acrescentou.

Já Manuel Otero considerou que “o modelo de agricultura da Argentina é um dos mais bem-sucedidos e boa parte desse êxito está no tema tecnológico e de sementes, com instituições fortes e estruturas regulatórias modernas e adaptadas ao contexto de como os países evoluem”.

Nesse sentido, acrescentou, “a Argentina tem um papel importante como avalista da provisão de alimentos de qualidade ao mundo. Seguramente, outros acordos com associações de viveiros seguirão a esse, no âmbito mundial. O IICA é uma plataforma de conhecimento e opera como uma ponte vinculando regiões”.

A assinatura do convênio contou com a presença do Secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca da Argentina, Guillermo Bernaudo, e o Adido Agrícola dos Estados Unidos para Argentina, Uruguai e Paraguai, Lázaro Sandoval.

“Parece-nos importante essa colaboração público-privada com um organismo como o IICA, que tem vínculos com outros países da América. Grande parte do desenvolvimento da agricultura mundial aconteceu a partir de sementes, encerrando o uso de tecnologias ricas e complexas e que impactam a produtividade”, disse Bernaudo.

Por sua vez, Sandoval apontou que “por parte da Embaixada dos Estados Unidos e do Departamento de Agricultura, é uma honra realizar esse acordo tão importante para a região. ASA e IICA são entidades muito importantes, pois coincidem com nossas metas de segurança alimentar. Ambas as instituições conhecem a importância de infundir conhecimentos e ferramentas para ajudar os produtores a ser eficientes e a utilizar a mais recente tecnologia para atingir essa segurança alimentar”.

Sobre a ASA

Com 70 anos de trajetória, é a organização do setor de viveiros mais antiga da Argentina e tem parcerias com empresas sementeiras familiares, nacionais, cooperativas e multinacionais relacionadas à obtenção e criação de novas variedades, à biotecnologia, à produção e à distribuição de sementes.

Entre seus objetivos estão a promoção de interesses do setor de viveiros, a promoção do livre comércio e a distribuição comercial de sementes dentro de regulamentações equitativas que protejam os interesses dos viveiros, agricultores e consumidores.

Também trabalha para assegurar o direito de propriedade intelectual das criações fitogenéticas e para promover o uso de tecnologia visando a melhoria da qualidade do material de propagação vegetal.

Mais informações:

Gerência de Comunicação Institucional

comunicación.institucional@iica.int

 

Ir Arriba